Minha lista de blogs

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

PLANO DE AULA
N.E.M. João Batista Pontarolo
Ensino Fundamental – 7ª serie 


1- IDENTIFICAÇÃO:
TEMA: O uso de drogas e suas consequências
DURAÇÃO: Previsão de 06 (seis) aulas
ÁREA DE CONHECIMENTO: Ciências. 
PROFESSORAS:
Maria Amélia Damaso da Silveira
Rosana Cavalheiro 

2- OBJETIVOS:
2.1- Geral:
        - Identificar e analisar  o uso de diferentes tipos de drogas que existem.
2.2- Específicos:
Demonstrar as crianças os malefícios que as Drogas trazem a vida
Demonstrar o quanto é bom viver sem drogas

3- CONTEÚDOS:
O que são drogas;
Classificação das drogas;
Adolescentes: riscos e proteção;

4- METODOLOGIA/ESTRATÉGIA:
Aula expositiva oral e dialogada;
Leitura de textos;
Assistir o filme Diário de um adolescente .
Promover um debate confrontando o vídeo e os textos propostos trabalhados para melhor entendimento do tema em evidência.
Aplicação de questionários sobre consumo de drogas na comunidade e família.
Elaboração de um logotipo sobre prevenção contra as drogas no computador.

5- RECURSOS DIDÁTICOS:
Quadro negro;
Giz;
Livros;
Questionários;
Panfletos;
Filme (televisão e DVD);
Textos;
Computador.

6- ATIVIDADE:
·         Com base no filme Diário de um adolescente, analise e destaque os pontos que mais lhe chamou atenção sobre as drogas.
Aplicação de questionários sobre consumo de drogas na comunidade e família.
·         Pesquise em diferentes fontes como: jornais, livros, revistas, etc. e produzam cartazes e murais sobre o tema em evidência.
Elaboração de um logotipo sobre prevenção contra as drogas no computador.
·         Exposição das atividades na escola para toda a comunidade na qual a escola está inserida.

7- AVALIAÇÃO:
Será de forma diagnóstica e contínua, considerando a participação do aluno mediante atividades propostas como: testes orais, individuais e grupal, observando onde alunos avançaram com relação aos conhecimentos adquiridos.

domingo, 8 de abril de 2012

Projeto: suporte para a educação

Um projeto independente da temática, “é um esboço”, conforme Maria Elizabeth de Almeida, professora da Faculdade de Educação da PUC-SP. Nesse sentido, um projeto é nada mais do que um planejamento para atingir um determinado objetivo. É preciso salientar que planejar não exclui os possíveis imprevistos e até mesmo ajustes em alguns aspectos do projeto. Por isso, o projeto deve produto da reflexão e reelaborado constantemente, a fim de que os resultados esperados possam ser alcançados.
É comum, no decorrer da aplicação de um projeto surgirem dúvidas. Para que isso não se transforme em empecilho à construção do conhecimento, é necessário que o professor aja como mediador. Apontar caminhos, sem é claro impor, de modo que o educando se sinta seguro em decidir por um ou outro caminho, isto é, que este tenha também autonomia.
É importante salientar que a metodologia, o uso de recursos, e até mesmo a interdisciplinaridade do tema contribuem para o sucesso do projeto. Sabemos que cada escola possui peculiaridades, e que estas podem facilitar ou dificultar o desenvolvimento do projeto, então é necessário adaptar, optar por este ou aquele recurso, aliar a esta ou aquela disciplina, avaliar, etc.
Afinal, o projeto é fruto da reflexão, pressupõe planejar, adaptar, ousar, arriscar, explorar ao máximo o conhecimento.

domingo, 1 de abril de 2012

<a href="http://elaboracaoprojetoscanoinhas.blogspot.com/2012/03/video-motivacional-quem-mexeu-no-meu.html?spref=bl">Elaboração de Projetos - turma 2012: Vídeo motivacional: Quem mexeu no meu queijo?</a>

O mundo, a História... em Quadrinhos

O mundo, a História... em Quadrinhos
Desde a Pré-história o desenho é praticado como forma de comunicação, de interação e informação. De lá para cá já se passou muito tempo, entretanto, esse fator só contribuiu para a evolução da arte seqüencial, denominada hoje “histórias em quadrinhos”, ou HQs.
Nesse sentido, a escola, instituição cuja incumbência é a de proporcionar ao educando o contato e a construção do conhecimento tem papel fundamental nesse processo de divulgação dos quadrinhos, visto que a maioria das crianças ainda é alfabetizada com a ajuda desse material. Quem é que, na sua infância, nunca leu um “gibi”? Este suplemento foi desenvolvido especialmente para a veiculação dos quadrinhos.
Contudo, a era digital faz parte do cotidiano das crianças hoje, e é preciso manter a tradição dos quadrinhos na infância dessa garotada. Como? Ora, utilizando-se da própria tecnologia. Já dizia Darwin:  não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças”. É justamente isso o que ocorreu com os quadrinhos, um pré-histórico que se adaptou a cada Era da História e ainda é um atrativo para a geração  “Hich-Tech”.
Hoje, com o advento da internet, é possível navegar pela web, reinventar  e se apaixonar pelos quadrinhos. É isso que a blogueira Clara Gomes faz em seu blog “bichinhos de jardim” ou os sites:
www.kaplanprojectcomics.comhttp://blogmaniadegibi.com/category/historia/
Enfim, como profissionais da educação, temos que ser ousados, inovar para que os quadrinhos façam parte da infância das gerações futuras.
Rosana Cavalheiro –
Turma 02 do Curso de Formação Continuada - Salto para o Futuro 2012- "Histórias em Quadrinhos"
,

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Navegar é preciso...

Navegar é preciso! Nossos descobridores já sabiam disso, para tanto desbravaram nossas terras e as colocaram no mapa.
Desde nosso descobrimento já se passaram exatos 511 anos, de lá pra cá trocamos as caravelas por outro modo de navegar: a internet. Com esta ferramenta somos capazes de descobrir novas terras, explorar territórios infindos. O mundo tornou-se pequeno. Viajamos bem acomodados para qualquer lugar do mundo sem sair de casa. Conhecemos novas culturas e mostramos ao planeta a nossa.
Será que Pedro Álvares Cabral imaginava navegar assim? Talvez não. Todavia a internet nos permite voltar ao tempo e reviver toda a História do Descobrimento.  


E-book: o que é?

Em tempos modernos até a os livros tiveram de se adaptar. Depois do lançamento dos livros em áudio, a onda agora é o uso dos e-books, que nada mais são do que livros digitalizados que podem ser lidos diretamente na rede ou baixados no seu PC.
Para saber mais sobre o e-book acesse o seguinte link:

http://pt.wikipedia.org/wiki/E-book